29 de Abril de 2019
Simon Spier tem dezesseis anos e é gay, mas não conversa sobre isso com ninguém. Ele não vê problemas em sua orientação sexual, mas rejeita a ideia de ter que ficar dando explicação para as pessoas — afinal, por que só os gays têm que se apresentar ao mundo? Enquanto troca e-mails com um garoto misterioso que se identifica como Blue, Simon vai ter que enfrentar, além de suas dúvidas e inseguranças, uma chantagem inesperada. •

l RESENHA: COM AMOR, SIMON – BECKY ALBERTALLI

Editora: Intrínseca

Páginas: 272

Nota: 4.0/ 5.0

Com amor, Simon é um romance para jovens adultos da autora Becky Albertalli. Publicado em abril de 2015 no exterior, o livro tem sido muito aclamado e elogiado, com indicações a prêmios e inúmeras vitórias, incluindo o Melhor Jovem Adulto do Ano e candidato ao renomado Prêmio Lincoln.

Este romance é a estréia da autora. Albertalli já escreveu dois outros livros no mesmo universo de Simon, Leah Fora de Sintonia e Os 27 Crushes de Molly.

Nossa história segue Simon Spier, que tem 16 anos e é um estudante do ensino médio. O que nós, leitores, sabemos sobre Simon é que ele é gay, mas ele não se assumiu pra ninguém, nem mesmo para sua família. Um post na conta do Tumblr da escola fictícia, creeksecrets , foi feito por uma pessoa misteriosa. Isso levou Simon e o criador do post, “Blue”, a ter uma troca de emails. Ao longo do livro, vemos Simon escrevendo como “Jacques” e o desconhecido “Blue” continua suas trocas. O leitor pode ver o relacionamento começar a florescer entre os dois.

“Eu só quero que você saiba que eu te amo e que eu não mudaria nada em você”

Eu amei a dinâmica familiar; Eles eram todos tão solidários e aceitaram Simon de uma forma fantástica. Você poderia dizer que essa era uma dinâmica familiar normal, mas, como leitor, era uma grande alegria ver como essa família era amorosa. Eu também gostei do jeito que o grupo próximo de amigos era retratado. De fato, me lembrou muito de como eu interajo com meus amigos. Esse grupo íntimo de amigos era como uma extensão das famílias um do outro.

Simon não sabe quem é o “Blue”, embora ele tenha seus palpites, o que leva você a uma jornada instigante. Para descobrir a identidade de “Blue”, você realmente deve ler o livro ou ver o filme.

“Eu tenho pensado no porquê de não ter me assumido ainda. Talvez seja porque eu queira me segurar naquilo que eu sempre fui.”

Eu amei o formato ; Foi uma ótima maneira de contar a história. Alguns dos capítulos eram apenas os e-mails. Os capítulos mais longos eram a história acontecendo fora dos e-mails.

Ser levado para o mundo de Simon e descobrir quem ele é como pessoa foi uma das minhas viagens favoritas. A escrita e o ritmo deste livro apenas aprimoram o ótimo enredo.

postado por lucasadminst
compartilhe o post:  
comentários